ADFER - PMA
732
portfolio_page-template-default,single,single-portfolio_page,postid-732,language-pt,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_over_content,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.4,vc_responsive

ADFER

O presente projecto diz respeito a um edifício da ADFER, a construir em Lisboa, no lote que confina a Este com a Calçada da Gloria, a Sudoeste e Noroeste com o Largo da Oliveirinha e a Nordeste com o edifício vizinho.

O terreno tem a particularidade de numa parte da sua área se encontrar o túnel ferroviário e noutra a cisterna do Conde de Sucena, o que constituiu um dos aspectos a ter em conta na implantação e concepção do edifício.

O desenvolvimento dos estudos teve como parâmetros o programa das instalações apresentado pela ADFER, as condicionantes inerentes ao lote, as regras e directivas municipais e a situação urbana em que se insere.

Constituiu base programática para o desenvolvimento do trabalho o estudo desenhado fornecido pela ADFER que aponta para uma área bruta de construção de 1333 m², incluindo um grande auditório e uma zona de escritórios englobando gabinetes, salas de reuniões, arquivo e copa, bem como as respectivas zonas de instalações sanitárias e circulações. Para além do referido, foi tomado como premissa o facto de estarmos na presença do túnel ferroviário que, pelas suas características, não suporta cargas para além das existentes.

A solução apresentada baseou-se na criação de um corpo de edificação com quatro pisos, confinando com o Largo da Oliveirinha e com um desenvolvimento longitudinal paralelo ao túnel ferroviário. Este corpo foi implantado fora da área ocupada pelo túnel para evitar assim os problemas de cargas sobre este. Esta opção foi tomada tendo em conta que a solução de implantação sobre o túnel obrigaria a estruturas complexas que iriam honorar o empreendimento. Também o facto de optarmos por esta implantação permite fazer um isolamento conveniente das vibrações transmitidas pela passagem de comboios, que só poderá ser feita com eficácia com introdução de elementos de massa elevada intercalados com outros com características anti vibráteis. Sobre a área do túnel foi implantado apenas o foyer do auditório (piso térreo), com pé direito duplo, coberto por uma cobertura ligeira baseada numa estrutura metálica, preenchida parcialmente com vidro, apoiada no corpo edificado e no plano da empena do edifício vizinho.

Nos aspectos de índole estética relacionados com o edifício optámos por identificar as tipologias e linguagens arquitectónicas existentes na zona como metodologia para acautelar uma integração no conjunto urbano.

Para tal, propusemos uma volumetria idêntica às existentes na zona e uma linguagem que se pretende integrada na existente sem criar contrastes significativos.

 

Dono de Obra:

ADFER

Localização:

Calçada da Glória

Lisboa

Área de Construção:

2.000m²

Projecto:

1999

Programa:

Projecto Geral do Edifício sede em Lisboa englobando as instalações dos serviços e um auditório com lotação de 180 lugares.

Equipa:

Arquitectura

– Manuel Cottinelli Telmo Pardal Monteiro – Arquitecto

– João Cottinelli Telmo Pardal Monteiro – Arquitecto

– António Pedro Batista Pardal Monteiro – Arquitecto

– Paulo Vasco Silva Antunes – Arquitecto

– Duarte Pardal Monteiro – Arquitecto

– Susana Duarte Raposo – Arquitecta

– Amadeu Lourenço

– Rodrigo Moutinho

Category

EDIFÍCIOS DE ESCRITÓRIOS