Biblioteca Nacional de Portugal - Lisboa - PMA
769
portfolio_page-template-default,single,single-portfolio_page,postid-769,language-pt,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_over_content,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.4,vc_responsive

Biblioteca Nacional de Portugal – Lisboa

O edifício da Biblioteca Nacional foi inaugurado em 1969. Contudo, datam de 1953 os primeiros estudos do projecto de que foi incumbido o arquitecto Porfírio Pardal Monteiro. Até ao seu falecimento em 1957, os estudos foram efectuados por aquele arquitecto em estreita colaboração com António Pardal Monteiro, que os prosseguiu na qualidade de responsável pelo projecto de execução e pela assistência às obras.

Um perfeito conhecimento das principais bibliotecas europeias por parte da equipa projectista concorreu para a concepção de um edifício baseado nos então mais actuais conceitos, representando uma solução, a todos os títulos, notável dentro do panorama das bibliotecas nacionais europeias e em que a articulação entre os seus muito diversos serviços se mantém válida após as três décadas de funcionamento entretanto decorridas.

Com uma área bruta global de 44.200 m², que proporciona uma capacidade de depósitos superior a um milhão de livros, alojados em corpo de edificação próprio dispondo de dez andares, de uma Sala de Leitura Geral para 250 leitores e salas para leituras especiais, de Periódicos, de Reservados e Manuscritos, de Cartografia, de Iconografia e de Música, a par de desenvolvidos serviços internos destinados a catalogação, depósito legal, trocas internacionais, invisuais, oficinas, etc., possibilitou, até à data, uma actividade que só recentemente o recurso a meios informáticos e a necessidade de algum aumento da capacidade de depósito veio pôr em causa.

Os interiores da Sala de Leitura, Sala de Referências (Catálogo), Anfiteatro e Bar são igualmente da autoria do Arqt.º António Pardal Monteiro com colaboração do Designer Daciano Costa.

 

Dono de Obra:

Direcção Geral de Edifícios e Monumentos Nacionais

Localização:

Campo Grande

Lisboa

Área de Construção:

44.200m²

Projecto:

1955

Conclusão da Obra:

1969

Programa:

Edifício com uma capacidade de depósitos superior a um milhão de livros, alojados em corpo de edificação próprio com dez andares, de uma Sala de Leitura Geral para 250 leitores e salas para leituras especiais, de Periódicos, de Reservados e Manuscritos, de Cartografia, de Iconografia e de Música, a par de desenvolvidos serviços internos destinados a catalogação, depósito legal, trocas internacionais, invisuais, oficinas, etc.

Equipa:

Arquitectura

Autor do Projecto : Porfírio Pardal Monteiro – Arquitecto

Desenvolvimento do projecto: António Pedro Batista Pardal Monteiro – Arquitecto

Arquitectura de interiores

– Daciano Costa – designer

Fundações e Estrutura

– Pedro Kopke Pardal Monteiro – Engenheiro

Instalações e Equipamentos Mecânicos

– Electroconsul

Instalação e Equipamentos de Águas e Esgotos

– Electroconsul

Instalação e Equipamentos Eléctricos e de Telecomunicações

– Electroconsul

Paisagismo

– António Viana Barreto – Arquitecto Paisagista

Category

EDUCAÇÃO, CULTURA E INVESTIGAÇÃO