Hotel 1908, Avenida Almirante Reis - PMA
Villa de Santa Ana - Hotel 1908, Avenida Almirante Reis, Pardal Monteiro Arquitetos
Villa de Santa Ana, Hotel 1908, Avenida Almirante Reis, almirante reis, pardal monteiro, arquitetos, arquitectos
1730
portfolio_page-template-default,single,single-portfolio_page,postid-1730,language-pt,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_over_content,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.4,vc_responsive

Hotel 1908, Avenida Almirante Reis

 

Hotel 1908
Villa de Santa Ana – Hotelaria e Turismo, Lda

 

Edifício emblemático da arquitetura Portuguesa do início do século XX, prémio Valmor de 1908, da autoria do arquiteto Adães Bermudes. A sua construção remonta a 1908 tendo sido iniciada a sua integral reabilitação em 2016, da autoria do atelier Pardal Monteiro Arquitectos.

O edifício, hoje “Hotel 1908”, é um dos edifícios marcantes da Avenida Almirante Reis e distingue-se na silhueta da cidade pelo seu corpo semicircular, coroado por uma volumosa cúpula, marcando imponentemente o gaveto onde se encontra localizado. Com uma configuração de planta triangular, apresenta um tratamento igual em ambas as fachadas. A sua linguagem decorativa exterior carateriza-se por um ecletismo, que congrega elementos neobarrocos patentes na cúpula e nos seus ornatos, assim como elementos Arte Nova patentes nos revestimentos de azulejaria policromáticos, com representações de pavões e motivos florais, nas cantarias e na malha sinuosa dos ferros forjados com motivos florais e animais.

Aquando da aquisição do edifício pela sociedade Vila de Santa Ana Lda, este encontrava-se num estado de abandono e degradação avançada, que só uma intervenção atempada do promotor, o salvou de uma ruína eminente. A intervenção teve como premissas a reabilitação do património edificado com integração e adequação da nova funcionalidade de equipamento hoteleiro. No projeto foram respeitados critérios de autenticidade e integridade que devem assistir a uma reabilitação do património edificado, sendo que o impacto final na imagem e no enquadramento urbanístico foi positivo e representa uma mais-valia urbana, contribuindo de forma decisiva para a revitalização da zona onde se insere.

Este novo uso do edifício, ditou sobretudo alterações interiores ao nível da compartimentação e da modernização das instalações de modo a permitir a correta funcionalidade e conforto de acordo com os parâmetros atuais e exigências da legislação em vigor.
Nos pisos inferiores, a solução passou pela demolição das construções dos vários pisos que se foram somando ao longo dos anos e recuperou-se o projeto inicial, com a construção de mezaninos interligados por escadas com o piso térreo.
No que se refere ao exterior do imóvel, a reabilitação baseou-se na preservação total, recuperando-se todos os elementos arquitetónicos do projeto do Arquiteto Adães Bermudes, nomeadamente aplicação de telha marselha, construção de claraboia da escada e de pequenas trapeiras cilíndricas, recuperação do desenho das caixilharias exteriores, recuperação dos painéis de azulejos, das cantarias, dos ferros forjados e zincos trabalhados.

Tratando-se de um imóvel de interesse público e prémio Valmor no ano em que foi construído, toda a intervenção foi centrada na preservação formal, construtiva e artística do edifício, recorrendo inclusivamente ao projeto original nas situações em que as diversas obras ao longo de mais de um século, foram desvirtuando o edifício.
As ações de reabilitação e conservação foram executadas recorrendo às melhores técnicas e boas práticas em construção e reabilitação, de forma a não alterar as caraterísticas e particularidades que valeram a classificação do Imóvel. Ao mesmo tempo, todas as ações de intervenção tiveram em consideração a manutenção e respeito ao valor arquitetónico, artístico, histórico e cultural.
A reabilitação do edifício é também mais um exemplo de uma intervenção que trouxe uma nova dinâmica e vivencia para a zona onde se insere, contribuindo de forma significativa para uma modernização e valorização da cidade de Lisboa.

Dono de Obra:

Villa de Santa Ana – Hotelaria e Turismo lda

Localização:

Avenida Almirante Reis e Largo do Intendente Pina Manique

Lisboa

Área de Construção:

2.211m2

Projeto:

2014/2015

Conclusão:

2017

Programa:

Projeto de reabilitação do edifício Prémio Valmor de 1908 do Arquiteto Adães Bermudes, para instalações de um hotel com 36 quartos.

Equipa:

Arquitetura

– Manuel Cottinelli Telmo Pardal Monteiro – Arquiteto

– João Cottinelli Telmo Pardal Monteiro – Arquiteto

– Sónia Machado Mendes – Arquiteta

– Pedro Cunha – Arquiteto

– Paulo Fontainha – Arquiteto

– João Luis Rocha – Arquiteto

– Catarina Fonseca – Arquiteta

– Maria do Rosário Botelho de Brito – Arquiteta

– Rodrigo Moutinho

Fundações e Estrutura

– Gonçalo Pardal Monteiro – Engenheiro

Instalações e Equipamentos Mecânicos

– João Rocha – Engenheiro

Instalação e Equipamentos de Águas e Esgotos

– Teresa Paula Santos – Engenheira

Instalação e Equipamentos Elétricos e de Telecomunicação

– Lacerda Moreira – Engenheiro

Segurança e Prevenção de Incêndios

– António Portugal – Arquiteto

– Paulo Cardoso – Engenheiro

Acondicionamento Acústico

– Hugo Leitão – Engenheiro

Decoração

– Marta Faustino – Autora

 

Category

HOTÉIS, REABILITAÇÃO E RESTAURO