APPDA - Centro de Dia - PMA
616
portfolio_page-template-default,single,single-portfolio_page,postid-616,language-pt,ajax_fade,page_not_loaded,,side_area_over_content,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.4,vc_responsive

APPDA – Centro de Dia

Pretendeu a APPDA localizar no terreno do Alto da Ajuda, cedido pela CML, o Centro de Apoio Sócio Educativo a que este projecto diz respeito.

O presente projecto contempla a criação do Centro de Apoio Sócio Educativo que, é constituído basicamente por três corpos que embora estejam ligados, poderão funcionar autonomamente. Esta subdivisão deriva do facto de as crianças autistas terem comportamentos e actividades muito diferenciadas das dos jovens e adolescentes, o que impõe a existência de áreas fisicamente distintas.

O Corpo Nascente destinado a jovens e adolescentes será aberto para Nascente, sendo o seu logradouro a Zona Nascente do terreno para a qual estarão abertos quase todos os espaços com acesso directo ao exterior.

O Corpo central será aberto para Sul e destinar-se-á às crianças.

No piso superior deste corpo ficarão os serviços de apoio; em que se englobam Biblioteca, Secretaria, Posto Médico e uma Sala de Aula de Musica.

Entre os Corpos Nascente e Sul situar-se-á um pequeno Ginásio que servirá tanto para as crianças como para os adolescentes.

O Corpo Poente ficará separado dos de aulas pelo Vestíbulo de Entrada Principal (aberto para Sul e Norte) e nele ficarão o Refeitório, com os respectivos serviços de apoio e uma lavandaria. Esta servirá o Centro e os Lares. No extremo Sul do terreno foi executada uma rua de acesso, por onde os autocarros da APPDA que diariamente transportam os utentes do Centro A.S.E. poderão entrar e estacionar.

Este será o principal acesso, ao Centro A.S.E. e simultaneamente aos Lares residenciais, construídos numa primeira fase.

No lado Norte, com acesso pela Estrada de Queluz previu-se outra entrada destinada apenas a fornecedores e visitantes. Deste modo, os deficientes autistas, não utilizarão o acesso pela Estrada de Queluz, evitando-se assim todos os problemas que poderiam advir da proximidade de uma via de maior tráfego.

 

Dono de Obra:

APPDA – Associação Portuguesa de Protecção aos Deficientes Autistas

Localização:

Alto da Ajuda – Lisboa

Área de Construção:

1.800 m²

Projecto:

1995

Conclusão da Obra:

1999

Programa:

Projecto para o Edifício para educação de deficientes autistas, envolvendo salas de aula, oficinas, ginásio, refeitório, serviços administrativos, etc., no terreno do Alto da Ajuda.

Equipa:

Arquitectura

– João Cottinelli Telmo Pardal Monteiro – Arquitecto

– António Pedro Batista Pardal Monteiro – Arquitecto

– Manuel Cottinelli Telmo Pardal Monteiro – Arquitecto

– Amadeu Lourenço

– João Sobral Otero

– Rodrigo Moutinho

Fundações e Estrutura

– Paulo Reis – Engenheiro

Instalação e Equipamentos de Águas e Esgotos

– Grade Ribeiro – Engenheiro

Instalações e Equipamentos Mecânicos

– GPF – Grupo Português de Frio

Instalação e Equipamentos Eléctricos e de Telecomunicações

– GPF – Grupo Português de Frio

Category

EDUCAÇÃO, CULTURA E INVESTIGAÇÃO